CAIXA FIES 2019

Caixa FIES 2019 – Visando tornar o ensino superior mais abrangente, o Brasil vem elaborando e investindo em vários programas sociais; um dos principais é o Fundo de Financiamento Estudantil, também conhecido como Fies 2019. Essa iniciativa, que é voltada para os estudantes de baixa renda, pontua-se por promover o subsídio de cursos de graduação.

Como os financiamentos do programa são dominantemente operados pela Caixa Econômica Federal, decidimos esclarecer, ao longo deste artigo, algumas das dúvidas mais recorrentes quanto às exigências impostas pelo banco. Venha com a gente!

CAIXA FIES 2019
CAIXA FIES 2019

Caixa FIES 2019

Recentemente, o Fies sofreu diversas modificações. Agora, por exemplo, o programa conta com três categorias, de modo a abranger diferentes públicos; para cada modalidade é elaborado um contrato, o qual se adéqua às exigências e às necessidades dos seus beneficiados, possuindo juros e condições especiais.

Além disso, houve algumas alterações quanto às condições exigidas dos indivíduos que desejam conseguir um financiamento; o aluno tem que cumprir aos seguintes benefícios:

  • Não ter sido beneficiado pelo Fies anteriormente;
  • Ter uma renda per capta que varie entre 01 e 05 salários mínimos;
  • Ter realizado as provas do Enem anteriormente e ter obtido uma média maior ou superior a 450, além de não ter tirado zero na redação – são válidos os exames de 2010 em diante;
  • Estar matriculado em uma instituição que seja associada ao programa, além de estar cursando uma modalidade que tenha sido bem qualificada pelo Sinaes (Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior).

Juros Caixa FIES 2019

Como especificado anteriormente, o Fies passou a ser dividido em três grupos: Fies 1, Fies 2 e Fies 3. Cada categoria tem alíquotas distintas, já que são voltadas a diferentes públicos; veja o que cabe a cada uma a seguir.

Fies 1:

Esta modalidade, que dispõe de 100 mil vagas por ano, caracteriza-se por ter juros zero. Além disso, a renda dos beneficiários é considerada para a determinação do valor a ser pago por mês; depois de formados, eles arcarão com parcelas equivalentes a 10% do seu salário, no máximo.

Para ter direito a essa categoria, o indivíduo deverá ter uma renda familiar que não ultrapasse a quantia de três salários mínimos por pessoa.

Fies 2:

Para o segundo grupo, que é direcionado às regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, são destinadas 150 mil vagas anuais. As alíquotas, por sua vez, giram em torno de 3%.

Podem se inscrever nesta modalidade os candidatos que têm renda per capita que oscile entre três e cinco salários mínimos.

Fies 3:

A última categoria dispõe de 60 mil vagas por ano, além de também ser voltada para as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Os seus juros são indefinidos; porém, tem-se como certo que eles sempre serão superiores a 3% e inferiores às taxas cobradas por outras instituições financeiras.

Esta modalidade também é direcionada aos candidatos com renda mensal de três a cinco salários mínimos por pessoa.


Como Emitir o Boleto Caixa FIES?

Para que os beneficiários consigam emitir os seus boletos do Fies, basta que eles disponham de acesso à internet. Tendo isso, deve-se:

  • Entrar na página que a Caixa destina ao programa, clicando neste atalho;
  • Indicar os dados necessários – CPF/Número de Contrato e data de nascimento;
  • Validar o código de segurança;
  • Clicar em “Iniciar Operação”;
  • Selecionar a guia que deseja e imprimi-la.
Como Emitir o Boleto Caixa FIES
Como Emitir o Boleto Caixa FIES

Telefone Caixa FIES

Caso ainda haja dúvidas acerca dos financiamentos do Fies, pode-se entrar em contato com o Telefone FIES ou então através da central telefônica da caixa, por meio do número 0800-726-0101; este SAC funciona 24 horas por dia, de segunda a segunda, e recebe ligações tanto de telefones fixos quanto de telefones celulares.

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (2 votes, average: 5,00 out of 5)
Loading...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *